Saiba identificar um iminente ataque zumbi

Por Max Brooks 8 de agosto de 2011 Editar postagem
Se as autoridades revelassem abertamente para a sociedade que os mortos-vivos existem e estão cambaleando por aí, o caos estaria instaurado. Claro que sou contra essa atitude dos nossos governantes, em parceria com as grandes mídias em enganar a população.

Acredito que o surto zumbi deveria ser tratado como qualquer outro surto de doenças, como a AH1N1, AIDS entre outras. Com isso, a população poderia se armar e se preparar para uma possivel invasão. Um hunter bem treinado poderá identificar um possível ataque zumbi disfarçado pela mídia e com isso se proteger e até mesmo evitar que outras pessoas sejam infectadas.

Bem, como isso ainda não é possível, o que posso fazer pelas pessoas que querem lutar e sobreviver é ajudá-las a identificar essas falsas notícias e com isso perceber se as coisas estão ou não fugindo do controle.

A seguir 6 dicas que vão ajudar nessa missão:

Siga o Hunter no Twitter - @Zumbi_Hunter

1. Homicídios nos quais as pessoas são executadas com tiros na cabeça ou decapitação. Isso acontece muito, pois as pessoas reconhecem uma invasão e tentam encontrar formas de resolver o problema à própria maneira. Quase sempre, essas pessoas são declaradas assassinas pelas autoridades locais e julgadas como tal.

2. Pessoas desaparecidas, especialmente em áreas inóspitas ou desabitadas. Preste atenção se um ou mais membros do grupo de resgate acabar sumindo. Se o caso for televisionado ou fotografado, veja que tipo de armamento a equipe está portando. Qualquer outra coisa além de um rifle por grupo pode significar que esta é mais do que uma mera operação de resgate.

3. Casos de "insanidade violenta" nos quais os indivíduos atacam amigos ou familiares sem utilizar armas. Descubra se o atacante mordeu ou tentou morder suas vítimas. Se isso ocorreu, alguma vítima ainda está no hospital? Tente descobrir se uma delas morreu misteriosamente nos dias seguintes à mordida.

4. Tumultos ou agitações civis que começam sem nenhuma provocação ou outra causa lógica. Segundo o bom senso, a violência em grupos de qualquer nível não ocorre simplesmente sem um catalisador, como tensão racial, ações políticas ou decisões legais. Mesmo a chamada "histeria em massa" sempre pode ter sua origem identificada. Se nada puder ser encontrado, a resposta pode estar em outro lugar.

5. Mortes baseadas em doenças nas quais a causa é indeterminada ou pareça muito suspeita. Comparadas com as que ocorriam um século atrás, as mortes por doenças infecciosas são raras em nosso mundo industrializado. Por esse motivo, novos ataques sempre viram notícia. Procure por estes casos, cuja natureza exata da doença é inexplicável. Também fique alerta para explicações suspeitas como o vírus do oeste do Nilo ou a doença da "vaca louca". Ambos podem ser exemplos de acobertamento por parte da mídia.

6. Qualquer um dos casos em que a cobertura da mídia seja proibida. Um acobertamento total por parte da mídia é raro nos Estados Unidos. A ocorrência de um desses casos pode ser considerada uma imensa bandeira vermelha. É claro que podem haver muitos outros motivos diferentes para um ataque de mortos-vivos. Então, mais uma vez, qualquer acontecimento que obrigue o governo, assim como a mídia que está a par dos acontecimentos e até cada um de nós a impor restrições, merece maior atenção. A verdade, independente de qual seja, não pode ser boa.

Uma vez que um acontecimento desafie sua racionalidade, não o perca de vista. Tome nota da localização e da distância. Busque por incidentes similares ao redor ou próximos ao local original. Se, em poucos dias ou semanas, estes incidentes ocorrerem, analise-os meticulosamente. Preste atenção na reação das forças da lei e de outros órgãos governamentais.

Se reagirem com mais vigor a cada ocorrência, é evidente a probabilidade de que esteja acontecendo um ataque. Portanto, cuidado e prepare-se!
Foto
Autor
Max Brooks, caçador implacável de mortos-vivos, detonador de cabeças podres, o incansável paladino do mundo pós-Dia Z. Quem o segue e ouve seus conselhos tem chances de sobreviver. Se está lendo isso, você está vivo. Saiba mais...
Feed Delicious Digg Facebook Twitter Orkut
  • Leia o artigo antes de chegar aqui.
  • Comentários com críticas construtivas, elogios e sugestões sempre são bem vindos. Mas educação é bom e aqui também é necessário. Se você não concorda com alguma coisa, saiba como fazê-lo.
  • NÃO ESCREVA EM CAIXA-ALTA.
  • Não coloque o link do seu blog dentro do comentário ou qualquer outro link, pois ele será editado ou apagado.
  • Os autores se reservam do direito de excluir comentários ofensivos, com palavrões, spam ou anônimos e de editá-los sem nenhum aviso prévio.
  • Não escreva em internetês, com miguxês ou com erros bizarros de Português.
  • Seja o primeiro a comentar!

    Postar um comentário

    ATENÇÃO, HUNTER!


    Para que a interação no blog seja a melhor possível, tenha em mente as seguintes regras:
    - Não poste como anônimo, pois seu comentário será EXCLUÍDO. Logue-se em algum sistema ou deixe nome e URL, que pode ser o seu Twitter;
    - Não ofenda, não use palavras de baixo calão, não escreva com miguxês, internetês e similares. Escreve no bom Português;
    - Isso aqui não é uma Democracia nem a casa da mãe Joana, pois comentários que estejam fora do assunto do blog, que venha com links, spam ou qualquer outra coisa que não esteja nos conformes, será EXCLUÍDO;
    - Não deixe seus links aqui. Isso não é página de recados;
    - Nossas postagens estão protegidas, leia a nossa Licença;


    Obrigada!