Fido, o Mascote Zumbi

Por Lyra Libero 30 de agosto de 2011 Editar postagem
Olá queridos Hunters! Como estamos na Safe House? Eu sei que estive bem ausente, mas logo voltamos à programação normal: muitos headshots.

A Sessão Zumbi de hoje tá em ritmo de "Sessão da Tarde". Isso porque o filme "Fido - O Mascote", seria uma ótima opção para a programação da televisão aberta, se não fossem os assassinatos e a sanguinolência dos zumbis!

Siga a Lyra no Twitter - @meninalyra

Filme canadense de 2006, "Fido - O Mascote" é uma obra singela, adjetivo incomum para o gênero. Uma poeira espacial causa um estranho efeito na terra, fazendo os mortos voltassem com uma insaciável fome humana. Depois da eventual destruição, a reconstrução da sociedade se dá graças à uma coleira criada pela empresa Zoncon, que, colocada em um zumbi, o deixa inacreditavelmente dócil.

Zumbi na coleira pode, Arnaldo?
Em uma cidadezinha com carros antigos, mulheres estilo Pin-Up e casas coloridas, vive o jovem Timmy Robinson. Ele acha o fato de zumbis em coleiras estarem faxinando casas, cuidando de jardins e passeando com cachorros, uma coisa muito estranha. Tudo piora quando sua própria mãe adquire um zumbi para ser o criado da casa. Quando o monstro adestrado o salva de dois valentões, ele cria afeição pelo morto, o batizando de Fido. O problema é quando a coleira do dócil Fido falha, e ele come a vizinha fofoqueira de Timmy, desencadeando a praga novamente dentro da segura cidadezinha.

Alguns pontos do filme são muito interessantes, como a separação social e o uso dos mortos-vivos como punição e destruição: quem comete crimes, vai parar numa zona separada por um alambrado, onde não há nada além de mortos famintos.

A fotografia também é incrível, além de situações esdrúxulas onde zumbis carregam bandejas com assados pela casa, derrubando tudo no caminho. A própria idéia de zumbis em coleiras é bastante nonsense. Mas nada mais é do que uma sátira amarga e colorida sobre como seríamos, quando tentássemos reconstruir a sociedade perfeita. Zumbis em coleiras, e o ser humano se livrando de seus problemas jogando tudo pelo outro lado da cerca.

Papel de parede 1280X1024
Clique uma vez para abrir e depois salve
em seu computador

Foto
Autora
Lyra Libero, jornalista em jaqueta de couro, insomaniac, com banda de rock e leves tendências a filme b. Assina na coluna Sessão Zumbi. Saiba mais...
Feed Delicious Digg Facebook Twitter Orkut
  • Leia o artigo antes de chegar aqui.
  • Comentários com críticas construtivas, elogios e sugestões sempre são bem vindos. Mas educação é bom e aqui também é necessário. Se você não concorda com alguma coisa, saiba como fazê-lo.
  • NÃO ESCREVA EM CAIXA-ALTA.
  • Não coloque o link do seu blog dentro do comentário ou qualquer outro link, pois ele será editado ou apagado.
  • Os autores se reservam do direito de excluir comentários ofensivos, com palavrões, spam ou anônimos e de editá-los sem nenhum aviso prévio.
  • Não escreva em internetês, com miguxês ou com erros bizarros de Português.
  • Seja o primeiro a comentar!

    Postar um comentário

    ATENÇÃO, HUNTER!


    Para que a interação no blog seja a melhor possível, tenha em mente as seguintes regras:
    - Não poste como anônimo, pois seu comentário será EXCLUÍDO. Logue-se em algum sistema ou deixe nome e URL, que pode ser o seu Twitter;
    - Não ofenda, não use palavras de baixo calão, não escreva com miguxês, internetês e similares. Escreve no bom Português;
    - Isso aqui não é uma Democracia nem a casa da mãe Joana, pois comentários que estejam fora do assunto do blog, que venha com links, spam ou qualquer outra coisa que não esteja nos conformes, será EXCLUÍDO;
    - Não deixe seus links aqui. Isso não é página de recados;
    - Nossas postagens estão protegidas, leia a nossa Licença;


    Obrigada!