Cinco boas razões para não se ter um cão no dia do apocalipse

Por Leandro Leite 20 de janeiro de 2012 Editar postagem
Olá Hunters! Boa sexta pra todos, e hoje, aniversário deste que vos escreve, temos a continuação do post da semana passada, também sobre cães. Vamos mostrar o outro lado da moeda, as dificuldades de se ter um cachorro durante o apocalipse. Vamos à lista.

Siga o Leandro no Twitter - @LeandroLeite_

1 – Ele pode ser o vetor da doença

A praga zumbi pode ter várias fontes possíveis. A principal, e a mais esperada, é a viral. Apesar de zumbis já terem sido criados por meio de magia, elementos químicos desconhecidos e até parasitas fossilizados nós esperamos que para o fim desse ano eles venham como o bom e velho vírus. E o que os cães têm com isso? Bom, alguns vírus podem infectar uma classe inteira de animais, como os mamíferos, e até mais. Por isso não podemos vacilar, nosso cão pode sim ser infectado e se não virar um rottweiler zumbi faminto ele pode acabar sendo um transmissor da doença.

2 – Você terá uma boca a mais pra alimentar

Já vai ser difícil conseguir comida para si mesmo, dormir com o estômago roncando vai ser rotina. Então imagine ter que conseguir comida para alimentar um cão? Um cão de porte grande pode comer até um quilo de ração por dia. Pode não parecer muito, mas no apocalipse isso se tornará uma manutenção cara. E por favor, sem piadinhas sobre usar seu companheiro como refeição.

3 – Pode ser uma perda muito dolorosa

Conheço muita gente que se apega mais ao animal de estimação do que aos amigos humanos. E poderia dizer que gosto muito mais do meu cachorro do que de gente que conheço pessoalmente. Daí já se percebe o quanto podemos nos afeiçoar ao bicho. Isso vai ser potencializado se ele for sua única companhia, e como dito a solidão pode levar uma pessoa à loucura. Mas nada é pior do que perder a coisa que mais se ama. [Spoiler] Quem não derramou lágrimas quando o Wilson se perdeu no mar? Ou quando a Sam virou cachorro quente?[/Spoiler] Pois é Hunters, perder seu companheiro canino pode te custar a sanidade.

4 – Ele pode fazer barulho no pior momento possível

Você está correndo como se não houvesse amanhã. Seu cachorro vai correndo ao seu lado com a língua pra fora. Você entra em um beco escuro e se abaixa atrás de algumas latas de lixo esperando que a horda de zumbis que está te perseguindo passe direto. E eles vão passando, sem notar que você está escondido ali pertinho prendendo a respiração e suando frio. Até que seu cão faz com que eles fiquem sabendo, latindo descontroladamente pra assustar a ameaça. Já deu pra entender esse item, né?

5 – Um cão desobediente pode ser uma grande dor de cabeça

Nem todos os cães têm o treinamento militar necessário para serem fiéis e obedientes. E podemos deduzir que no Dia Z você vai estar acompanhado apenas do bom e velho totó que cuidou do seu quintal enquanto você ia trabalhar/estudar/jogar dota na lanhouse. E esse cachorro doméstico por mais que vá até você quando você diz “vem” e te siga pra todo lado, não tem o treinamento adequado pra ser um cão de sobrevivente. O item 4 é o pior exemplo em relação a isso, mas outras coisas podem acontecer, como seu cão sair correndo atrás de algum pássaro ou outro animal sem sua permissão, ele pode avançar em um zumbi e acabar sendo ferido, ele pode até mesmo morder você caso esteja estressado.

Então Hunter pense bem sobre ter um cão no Dia Z. Eles podem ser muito úteis, mas exigem cuidados e manutenção. Leia o nosso post anterior, caso não tenha lido, e balanceie os prós e contras. Até a próxima. 
Foto
Autor
Leandro Leite, universitário, tentando entender como o mundo funciona e como se incluir nele com eficiência. Interessado por nerdismo desde que me entendo por gente, sempre curioso. Acredito que conhecimento nunca é demais.Saiba mais...
Feed Delicious Digg Facebook Twitter Orkut
  • Leia o artigo antes de chegar aqui.
  • Comentários com críticas construtivas, elogios e sugestões sempre são bem vindos. Mas educação é bom e aqui também é necessário. Se você não concorda com alguma coisa, saiba como fazê-lo.
  • NÃO ESCREVA EM CAIXA-ALTA.
  • Não coloque o link do seu blog dentro do comentário ou qualquer outro link, pois ele será editado ou apagado.
  • Os autores se reservam do direito de excluir comentários ofensivos, com palavrões, spam ou anônimos e de editá-los sem nenhum aviso prévio.
  • Não escreva em internetês, com miguxês ou com erros bizarros de Português.
  • Seja o primeiro a comentar!

    Postar um comentário

    ATENÇÃO, HUNTER!


    Para que a interação no blog seja a melhor possível, tenha em mente as seguintes regras:
    - Não poste como anônimo, pois seu comentário será EXCLUÍDO. Logue-se em algum sistema ou deixe nome e URL, que pode ser o seu Twitter;
    - Não ofenda, não use palavras de baixo calão, não escreva com miguxês, internetês e similares. Escreve no bom Português;
    - Isso aqui não é uma Democracia nem a casa da mãe Joana, pois comentários que estejam fora do assunto do blog, que venha com links, spam ou qualquer outra coisa que não esteja nos conformes, será EXCLUÍDO;
    - Não deixe seus links aqui. Isso não é página de recados;
    - Nossas postagens estão protegidas, leia a nossa Licença;


    Obrigada!