Resenha: HQ Resident Evil

Por Leandro Leite 2 de março de 2012 Editar postagem

Olá hunters! Como estão todos? Espero que bem e sem mordidas. Então hoje teremos uma resenha de Residente Evil, uma HQ com roteiro de Ricardo Sanchez. Comprei a HQ há alguns dias atrás principalmente por ser do universo zumbi, e olha que eu estava entre ela e uma do Gears of War. Mas os zumbis acabaram vencendo.

Siga no Twitter - @LeandroLeite_

A HQ é uma compilação da Editora Panini de outros 6 volumes publicados anteriormente, tem apenas 148 páginas e eu li tudo em uma tarde. Não sou nenhum expert em Hqs e nem em Resident Evil (nossa expert nessa parte é a Sâm), mas gostaria de registrar as minhas impressões sobre a HQ. Começando a falar sobre a arte da revista eu diria que ela foi muito bem feita. As ilustrações (nas revistas 1-2 feitas por Kevin Sharpe e nas de 3-6 feitas por Jheremy Raapack) são ótimas. Não sei se os próprios artistas concebem o personagem, mas se são fizeram um bom trabalho.

Minha ressalva fica por conta do esteriótipo machão malhado e grosso e femme fatale inteligente que é bem recorrente na ficção. A história gira em torno de dois agentes da BSAA que são enviados para a floresta sulamericana para investigar uma empresa que pode estar ligada a produção de bioarmas. O roteiro peca um pouco nos diálogos que em alguns pontos são utilizados apenas para salientar um elemento da cena, algo pra garantir que o leitor tenha visto o que aconteceu. Como personagens que falam sozinhos para constatar o óbvio da situação. Eu acredito que quem criou o storyboard tem que confiar no próprio taco, se ele colocou quadrinhos detalhando algum elemento que é importante não precisa fazer com que os personagens comentem aquele elemento, o texto fica raso e redundante.

Detalhe da arte de Kevin Sharpe.

O enredo não é dos mais originais e não é muito denso. A estória é simples de entender, mas nada que deixe a desejar, apesar dos esteriótipos utilizados na construção de alguns detalhes. Como por exemplo ela se passar em uma floresta sulamericana povoada por nativos que vivem em cabanas, sem falar do velho esteriótipo de países do Terceiro Mundo em constantes guerras. Uma frase me chamou a atenção, é da personagem Gere, ela diz “Faz dez anos que a Übelândia e o Urador se atracaram num conflito territorial típico da américa do sul.”, o que já ilustra bem o que eu quis dizer, eles acham que conflitos territoriais são “típicos” da américa do sul. Mesmo assim ele ainda faz ótimas referências aos jogos da série, o que sempre agrada aos fãs (agradou a mim).

 O ritmo é bom e cheio de ação, tiroteio, zumbis e mutações. Quem conhece a série vai fazer um paralelo com os games conforme a história avança, percebendo alguns elementos que marcaram a série como os chefes de fase e a contagem regressiva antes de uma enorme explosão. Tirando os pequenos deslizes geográficos é uma resvista boa para quem gosta da série, não chega a ser uma obra prima das Hqs e nem merece ser descartada ou usada para embalar peixe. Valeu meus 14R$ eu diria.

Até mais, hunter.
Foto
Autor
Leandro Leite, universitário, tentando entender como o mundo funciona e como se incluir nele com eficiência. Interessado por nerdismo desde que me entendo por gente, sempre curioso. Acredito que conhecimento nunca é demais.Saiba mais...
Feed Delicious Digg Facebook Twitter Orkut
  • Leia o artigo antes de chegar aqui.
  • Comentários com críticas construtivas, elogios e sugestões sempre são bem vindos. Mas educação é bom e aqui também é necessário. Se você não concorda com alguma coisa, saiba como fazê-lo.
  • NÃO ESCREVA EM CAIXA-ALTA.
  • Não coloque o link do seu blog dentro do comentário ou qualquer outro link, pois ele será editado ou apagado.
  • Os autores se reservam do direito de excluir comentários ofensivos, com palavrões, spam ou anônimos e de editá-los sem nenhum aviso prévio.
  • Não escreva em internetês, com miguxês ou com erros bizarros de Português.
  • Seja o primeiro a comentar!

    Postar um comentário

    ATENÇÃO, HUNTER!


    Para que a interação no blog seja a melhor possível, tenha em mente as seguintes regras:
    - Não poste como anônimo, pois seu comentário será EXCLUÍDO. Logue-se em algum sistema ou deixe nome e URL, que pode ser o seu Twitter;
    - Não ofenda, não use palavras de baixo calão, não escreva com miguxês, internetês e similares. Escreve no bom Português;
    - Isso aqui não é uma Democracia nem a casa da mãe Joana, pois comentários que estejam fora do assunto do blog, que venha com links, spam ou qualquer outra coisa que não esteja nos conformes, será EXCLUÍDO;
    - Não deixe seus links aqui. Isso não é página de recados;
    - Nossas postagens estão protegidas, leia a nossa Licença;


    Obrigada!