Os maiores mitos do universo Zumbi

Por Max Brooks 3 de julho de 2012 Editar postagem

Zumbis nos fascinam, esses seres putrefatos são, sem nenhuma dúvida, um dos monstros mais populares e relevantes dos últimos cinquenta anos, mas eles também estão entre os mais mal-entendido. Rumores e especulações  têm alimentado todo o universo zumbi, fazendo com que as pessoas tenham, muitas vezes, informações irreais e sem nenhum fundamento. 

Por esse motivo, separamos para vocês alguns mitos e inverdades que circulam por ai:




Katana é a melhor arma para se matar Zumbis
O famoso samurai Miyamoto Musashi escreveu, em 1645, um tratado clássico sobre estratégia militar chamado O Livro dos Cinco Anéis. Nele, ele comparou a Katana tradicional japonesa a um instrumento musical, sugerindo que é tão ilógico acreditar que você pode pegar uma espada apenas algumas vezes e conseguir atuar com maestria em um combate, quanto você pegar um violino por algumas horas e em seguida tocar uma bela música. Então, se você é daquelas pessoas que tem uma Katana decorando sua parede e acha que estará seguro para enfrentar os zumbis que tentarem te atacar, te vejo cambaleando e grunhindo no Dia Z, ok? 

Vale lembrar também que é provável que você tenha uma imitação chinesa de katana em sua parede, ou seja, nem de longe você teria uma arma com a mesma qualidade que os lendários samurais manipulavam. Já falamos sobre isso no link abaixo: 

EU SOU LENDA É um filme de zumbis
Eu Sou a Lenda é uma adaptação cinematográfica do romance de Richard Matheson, de mesmo nome, que fornece algumas explicações biológicas para vampiros. Apesar da versão do cinema colocar características dos zumbis em seus seres, talvez visando um lucro maior devido a popularidade dos zumbis, não se engane, não é um filme de zumbis. 
As criaturas do filme podem saltar sobre carros em um único salto, andar pelo teto, desenvolver estratégias de ataque, além do fato de dormirem em locais escuros durante o dia como morcegos. A trama tenta defender algumas premissas existentes no original de Matheson, mas quem leu o livro e assistiu ao filme sabe que eles falham miseravelmente. Falamos sobre o filme e o livro aqui no ZH, é só acessar o link abaixo:

Grandes Lojas são excelentes locais para saquear suprimentos
Jdimytai Damour foi um funcionário do Walmart que morreu em 28 de novembro de 2008, após ser pisoteado por clientes em Long Island que tentavam aproveitar os descontos oferecidos. Até mesmo os paramédicos que tentavam reanimar Damour foram empurrados pela agressiva multidão. Se os cidadãos comuns estão matando uns aos outros apenas para obter um preço melhor em uma televisão de LED, imagine como será quando a sobrevivência estiver em jogo. Se o seu plano de sobrevivência ao Apocalipse Zumbi envolve ir à um local onde você vai provavelmente disputar algo com outras pessoas, é melhor rever seu plano.

ZUMBIS serão seu maior problema no Dia Z
Os seres humanos serão uma ameaça muito maior que uma horda de mortos-vivos. Zumbis não possuem a capacidade que temos de pensar, planejar, negociar ou enganar. Além disso, os zumbis não possuem o sentimento de ganância e não tem interesse algum em seus armamentos ou suprimentos.  Podemos não saber exatamente onde o surto zumbi vai começar, mas sabemos que os conflitos humanos serão a coisa mais perigosa que enfrentaremos nos primeiro dias do fim da sociedade civilizada.


Zumbis vão comer seus cérebros
Apesar da crença popular, os zumbis não comem cérebros. Em uma pesquisa realizada no Instituto Politécnico Rensselaer, constatou que a boca humana não teria a resistência e força para quebrar o crânio humano e chegar ao cérebro. Portanto, os zumbis podem até preferir cérebros, mas ao menos que eles estejam usando um quebra-nozes gigante para abrir nossas cabeças, eles não terão acesso à nossa deliciosa massa encefálica. Além disso, se eles realmente comessem nossos cérebros e para matá-los precisamos destruir seus cérebros, logo eles estariam se auto destruindo. 

Quais outros mitos relacionados ao universo zumbi você conhece? Escreva ai embaixo nos comentários.


Abraços
Inspirado em:
Foto
Autor
Max Brooks, caçador implacável de mortos-vivos, detonador de cabeças podres, o incansável paladino do mundo pós-Dia Z. Quem o segue e ouve seus conselhos tem chances de sobreviver. Se está lendo isso, você está vivo. Saiba mais...
Feed Delicious Digg Facebook Twitter Orkut
  • Leia o artigo antes de chegar aqui.
  • Comentários com críticas construtivas, elogios e sugestões sempre são bem vindos. Mas educação é bom e aqui também é necessário. Se você não concorda com alguma coisa, saiba como fazê-lo.
  • NÃO ESCREVA EM CAIXA-ALTA.
  • Não coloque o link do seu blog dentro do comentário ou qualquer outro link, pois ele será editado ou apagado.
  • Os autores se reservam do direito de excluir comentários ofensivos, com palavrões, spam ou anônimos e de editá-los sem nenhum aviso prévio.
  • Não escreva em internetês, com miguxês ou com erros bizarros de Português.
  • Seja o primeiro a comentar!

    Postar um comentário

    ATENÇÃO, HUNTER!


    Para que a interação no blog seja a melhor possível, tenha em mente as seguintes regras:
    - Não poste como anônimo, pois seu comentário será EXCLUÍDO. Logue-se em algum sistema ou deixe nome e URL, que pode ser o seu Twitter;
    - Não ofenda, não use palavras de baixo calão, não escreva com miguxês, internetês e similares. Escreve no bom Português;
    - Isso aqui não é uma Democracia nem a casa da mãe Joana, pois comentários que estejam fora do assunto do blog, que venha com links, spam ou qualquer outra coisa que não esteja nos conformes, será EXCLUÍDO;
    - Não deixe seus links aqui. Isso não é página de recados;
    - Nossas postagens estão protegidas, leia a nossa Licença;


    Obrigada!