Apocalipse Zumbi - livro nacional

Por Max Brooks 14 de maio de 2011 Editar postagem
Me senti obrigado a escrever este post, quando vi que se tratava de um projeto 100% tupiniquim e também pelo capricho que os envolvidos estão tratando esta iniciativa.
Clique para ampliar.

Como o próprio autor Alexandre Callari diz, não se trata de apenas um livro e sim de um projeto completo sobre o assunto. Além do livro, será lançado uma espécie de kit sobre o assunto. Começando pelo trailer do livro, pratica pouco conhecida do mundo literário brasileiro, mas já explorada lá fora, como mostro nos posts sobre as adaptações de Orgulho e Preconceito.

O livro virá também com um CD com a trilha sonora que contém 8 faixas escritas pelo próprio autor e um hot-site com conteúdo exclusivo sobre a história.

E por falar em história, ela vai tratar do apocalipse zumbi, mas não como normalmente é tratado nas mídias, ela começa 4 anos após o início do apocalipse, abordando personagens que já vivem com os zumbis a muito tempo.


Outra característica do livro, é que o estilo de zumbi escolhido, é aquele infectado e não um morto-vivo. Sim, os zumbis do livro correm!

O livro estava previsto pata sair pela Editora Évora no final de abril e começo de maio, mas deve ter dado uma atrasada, pois ainda não consegui localizar no site da editora informações de seu lançamento.

Apocalipse Zumbi é o primeiro livro de uma trilogia programada para ser finalizada em 2013. (se o mundo não acabar em 2012)

Estou bem ansioso para ler, já que sou um fã da leitura e do tema, vamos aguardar para saber se é bom ou não. Enquanto isso, fiquem com o trailer do livro:




Making-off do trailler:




Ouça uma das faixas da trilha sonora AQUI!
Foto
Autor
Max Brooks, caçador implacável de mortos-vivos, detonador de cabeças podres, o incansável paladino do mundo pós-Dia Z. Quem o segue e ouve seus conselhos tem chances de sobreviver. Se está lendo isso, você está vivo. Saiba mais...
Feed Delicious Digg Facebook Twitter Orkut
  • Leia o artigo antes de chegar aqui.
  • Comentários com críticas construtivas, elogios e sugestões sempre são bem vindos. Mas educação é bom e aqui também é necessário. Se você não concorda com alguma coisa, saiba como fazê-lo.
  • NÃO ESCREVA EM CAIXA-ALTA.
  • Não coloque o link do seu blog dentro do comentário ou qualquer outro link, pois ele será editado ou apagado.
  • Os autores se reservam do direito de excluir comentários ofensivos, com palavrões, spam ou anônimos e de editá-los sem nenhum aviso prévio.
  • Não escreva em internetês, com miguxês ou com erros bizarros de Português.
  • 4 Comentários

    Fico pensando como os brazucas iam se virar no apocalipse zumbi, aposto que a primeira coisa que fariam ia ser abrir um mercado negro xD

    Leandro, obrigado pelo comentário. Acredito que alguns devem se aproveitar disso sim...mas a maioria irá tentar sobreviver. Abs!

    Preciso ler mais material assim... Ainda mais nacional, é obrigação!

    Olá Zumbie Hunter,

    Muito obrigado pela matéria. Já estou seguindo-o no twitter para trocarmos ideias.

    O livro ficou para a primeira semana de agosto para não conflitar com o lançamento de outro livro meu que saiu na semana passada (www.quadrinhosnocinema.com.br).

    Meu e-mail é alexandrecallari@gmail.com

    Para o que precisar, estou aí. Um abraço.

    Postar um comentário

    ATENÇÃO, HUNTER!


    Para que a interação no blog seja a melhor possível, tenha em mente as seguintes regras:
    - Não poste como anônimo, pois seu comentário será EXCLUÍDO. Logue-se em algum sistema ou deixe nome e URL, que pode ser o seu Twitter;
    - Não ofenda, não use palavras de baixo calão, não escreva com miguxês, internetês e similares. Escreve no bom Português;
    - Isso aqui não é uma Democracia nem a casa da mãe Joana, pois comentários que estejam fora do assunto do blog, que venha com links, spam ou qualquer outra coisa que não esteja nos conformes, será EXCLUÍDO;
    - Não deixe seus links aqui. Isso não é página de recados;
    - Nossas postagens estão protegidas, leia a nossa Licença;


    Obrigada!